Aquecedor solar x energia fotovoltaica: entenda a diferença

Por se basear na mesma matéria-prima – a energia proveniente do Sol –, os sistemas de aquecedor solar e energia fotovoltaica podem parecer a mesma coisa, mas não são.

Existem diferenças básicas quanto ao funcionamento e às aplicações e, por conta disso, já adiantamos: é possível investir nas duas tecnologias para que o seu retorno seja ainda maior.

Confira os detalhes!

O que é e como funciona a energia fotovoltaica?

A energia solar fotovoltaica é uma tecnologia que utiliza a luz do Sol (a radiação solar) para produzir eletricidade que alimentará uma ou mais unidades consumidoras.

Na prática, painéis solares são instalados em telhados, terraços ou terrenos e quando recebem a luz solar, os elétrons das células dos painéis se agitam e geram uma corrente elétrica contínua.

Dentro da unidade consumidora, é instalado um aparelho chamado inversor solar; ele é o responsável por converter essa corrente elétrica contínua em corrente elétrica alternada – que nada mais é do que a eletricidade que utilizamos.

A energia solar, portanto, serve para a produção e o abastecimento de eletricidade, fazendo com que empresas, indústrias e pessoas físicas consigam economizar até 95% na conta mensal de energia.

Além disso, quando o sistema fotovoltaico é interligado à concessionária de energia da sua região, toda eletricidade que o seu sistema produzir a mais é injetada na rede pública e retorna para você como créditos em kWh (quilowatt-hora). Isso é chamado de Net Metering.

Já o sistema de aquecedor solar é totalmente diferente, como veremos agora.

O que é e como funciona o sistema de aquecedor solar?

O sistema de aquecedor solar funciona por meio da chamada energia solar térmica. Essa é a primeira diferença em relação à energia fotovoltaica.

A finalidade dessa tecnologia é exclusivamente de aquecer a água. Aliás, o uso de aquecedor solar já é comum em algumas regiões do país, já que permite uma boa economia na conta mensal de energia durante as estações frias do ano.

A tecnologia funciona por meio de coletores solares e de um reservatório térmico cilíndrico (chamado de Boiler).

A luz solar incide sobre os painéis coletores que, por sua vez, esquentam a água dentro do Boiler.

Essa água aquecida, então, vai para as instalações hidráulicas que foram acrescentadas para essa finalidade. É por isso que em chuveiros e pias, por exemplo, temos sempre duas torneiras; uma para água fria da caixa d’água convencional e outra para a água quente do sistema de aquecedor solar.

O aquecedor solar, portanto, não produz energia, mas aquece a água. Ele é muito utilizado no aquecimento de:

  • chuveiros;
  • torneiras de pias;
  • aquecimento de ambientes;
  • piscinas;
  • aplicações industriais.

Leia também: Como fazer a manutenção da energia solar fotovoltaica?

Conclusão: por que as duas tecnologias se complementam?

Vimos que existem basicamente duas diferenças entre o sistema de aquecedor solar e a energia fotovoltaica:

  1. Mesmo sendo a radiação solar a base de funcionamento, um sistema se chama energia solar térmica e a outra se chama energia solar fotovoltaica.
  2. Enquanto a energia fotovoltaica produz eletricidade, a energia térmica (aquecimento solar) aquece a água.

Com isso, podemos concluir que os dois sistemas se complementam. Como assim?

Juntos, os dois garantem ainda mais economia para o seu imóvel. Apenas o aquecedor solar, por exemplo, faz você gastar cerca de 30% a menos em sua conta de luz.

Agora imagine se o próprio imóvel também produz a eletricidade que se gasta? Como dissemos, com a energia fotovoltaica, é possível economizar até 95% na fatura. Você praticamente zera a conta de luz.

Por isso, se você quer começar a investir e a ter retorno de verdade, comece instalando energia fotovoltaica em seu imóvel.

No próximo post, vamos tirar uma das principais dúvidas: afinal, energia solar custa caro? Qual é o custo do investimento?

Deixe um comentário