Energia solar é cara? Quanto custa investir em energia fotovoltaica?

Será que a energia solar é cara? Esta é uma dúvida bastante comum quando as pessoas ouvem falar sobre o tema ou veem aqueles painéis instalados nos telhados. Alguns anos atrás, até era possível afirmar que a energia solar era cara – mas e hoje, com a demanda pelo sistema aumentando? Quanto custa? Será que vale a pena? Neste artigo vamos tirar essa dúvida de uma vez por todas!

O que é energia solar fotovoltaica?

Antes de responder se a energia solar é cara, vamos recapitular rapidamente o que é energia solar.A energia solar fotovoltaica é uma tecnologia que utiliza a luz do Sol para gerar energia elétrica.

Para que isso ocorra, são instalados painéis solares (também chamados de painéis ou módulos fotovoltaicos) em telhados ou em outras áreas que sofrem a incidência direta da radiação solar. Esses painéis captam a radiação e um aparelho chamado de “inversor solar” converte a energia gerada em eletricidade para o abastecimento dos imóveis.

De um modo geral, o sistema fotovoltaico é interligado à distribuidora de energia da sua região e quando ele gera energia além do que o imóvel consome, esse excedente é enviado à concessionária e retorna a você em forma de créditos (em quilowatt-hora) para serem utilizados por até 60 meses. Essa dinâmica de créditos é chamada de sistema de compensação de energia.

Por outro lado, em locais onde não são abastecidos com a concessionária de energia, é possível instalar energia solar normalmente – a diferença é que em vez do sistema ficar interligado à concessionária, ele é interligado em baterias de armazenamento de energia, tornando o sistema totalmente independente de distribuidoras de eletricidade. Esse sistema é chamado de Off Grid.

Saiba mais: Entenda o que é energia solar e quais suas vantagens.

Em quais imóveis posso utilizar energia solar?

Todos os imóveis podem se beneficiar com a energia solar:

  • casas;
  • apartamentos;
  • condomínios completos;
  • imóveis comerciais;
  • indústrias;
  • propriedades rurais;
  • instituições públicas.

Aliás, antes de saber se a energia solar é cara, saiba que você pode compartilhar um único sistema:

  • com outro imóvel na modalidade de autoconsumo remoto (por exemplo: o seu apartamento e a sua casa de praia);
  • com vários imóveis dentro de um condomínio ou conjunto de empreendimentos comerciais. Nesse caso, será preciso se reunir em forma de cooperativa ou consórcio.

A partir dessa informação, já dá para começarmos a entender se a energia solar é cara, não é mesmo?

Mas, afinal de contas, energia solar é cara?

A energia solar, como o próprio nome já diz, vem do Sol – por esse motivo ela é sustentável e de graça!Porém, para captar a energia solar e convertê-la em energia elétrica, é necessária a instalação dos painéis fotovoltaicos – e sim, isso tem um custo, tanto na compra dos equipamentos quanto na instalação.Os custos da implantação da energia solar variam em cada caso, pois são consideradas diferentes variáveis, tais como:

  • a inflação energética (com base no valor da tarifa de energia da região);
  • a média de consumo de energia do imóvel;
  • o índice de radiação solar da região onde será instalado o sistema;
  • a potência do sistema instalado no imóvel ou terreno;
  • a área do terreno ou do telhado onde serão instalados os painéis solares.

Mas, em todos os casos, podemos afirmar: a energia solar NÃO é cara! Aliás, ela não é considerada um custo, mas, sim, um investimento – vamos entender o por quê.

Energia solar é um gasto ou um investimento?

Vamos continuar desmistificando a ideia de que a energia solar é cara. Em primeiro lugar, o sistema fotovoltaico é considerado um investimento, e esse valor inicial costuma se pagar em cerca de 5 anos. E o payback é garantido, já que a economia na conta de energia começa a ser sentida já na primeira conta de luz, em alguns casos.

Dependendo da potência instalada no imóvel, a economia na conta pode chegar a 95%, ou seja, quase zerar o valor – só não zera porque você precisa continuar pagando pelas taxas, já que o sistema permanece ligado à concessionária da região.

Resumindo: vale a pena investir em energia solar?

Não existe outra resposta além de SIM! Já desmistificamos que a energia solar é cara – ela não é cara e é considerada um investimento com retorno garantido. Existem outros motivos pelos quais vale a pena investir na energia sustentável para sua residência e/ou empresa. Vamos a eles: Com o uso da energia limpa e sustentável, você estará ajudando o meio ambiente e evitando a emissão de poluentes.

Os painéis fotovoltaicos também valorizam os imóveis na hora da venda, podendo aumentar significativamente o seu valor. A energia gerada e não consumida pode ser abatida em contas futuras. Os painéis fotovoltaicos são silenciosos, diferente de outros meios de energia sustentável (como a eólica). A manutenção do sistema é muito simples e não é frequente. Para funcionarem, os painéis precisam apenas estar limpos – trabalho que até mesmo a chuva já pode resolver para você.

A vida útil dos painéis é de 20 anos em sua potência máxima; porém, podem chegar até seus 50 anos sem se tornarem inúteis, apenas perdendo um pouco a eficiência. Existem várias linhas de financiamento em instituições financeiras que são específicas para energia solar, com condições e taxas acessíveis. De fato, a energia solar não é cara – é um sistema que beneficia você, o seu bolso, a sua cidade e o meio ambiente!

Agora, o próximo passo é fazer uma simulação dos custos da energia solar em seu caso específico – vá até a parte superior desta página e entre em “Simular”. Ou, então, entre em contato conosco agora mesmo para um orçamento sem compromisso!

Deixe um comentário