Linhas de financiamentos tornam a energia solar mais acessível

O conteúdo publicado a seguir é de autoria e direito intelectual do portal Canal Solar.

As linhas de financiamento disponibilizadas no mercado fotovoltaico são de extrema importância para que o consumidor decida investir em energia solar. Essa é a avaliação de Lucas Goulart, CEO da Reevisa Energia Solar.

“Atualmente os clientes estão bem informados sobre os diferenciais do sistema e economia ao longo prazo. O financiamento é primordial na tomada de decisão. A facilidade de crédito e a possibilidade de parcelar o investimento aumenta muito a possibilidade de fechar o negócio. Hoje 70% das minhas vendas são com financiamentos”, afirma Goulart.

O último levantamento realizado pela ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica) aponta que a maioria dos financiamentos são destinados a projetos de pequeno e médio porte (até 5 MW). Segundo a associação, este aumento está atrelado ao crescente número de projetos de GD (geração distribuída) fotovoltaica em operação no Brasil. 

Na avaliação da fabricante Renovigi, o aumento das linhas de crédito é fundamental para democratizar ainda mais o acesso à energia solar. Uma simulação feita pela empresa demonstra, por exemplo, que um cliente de Tubarão (SC), com gasto mensal de R$ 500 na conta de luz, realizou financiamento via Santander para investir R$33 mil na compra do sistema. Após um mês da instalação, a conta de luz caiu para R$ 296, ou seja, R$204 de economia mensal, que pode ser aplicada para pagar o financiamento.

“Em média o tempo de retorno do investimento principalmente para residências é de cinco anos. Cerca de 35% das vendas da Renovigi são feitas por meio de financiamentos. Hoje, temos parceria com os grandes players do mercado e estamos sempre buscando mais opções de crédito aos nossos clientes”, afirma Graziele Scussiato, gerente Financeira da Renovigi.

Inúmeros bancos e instituições financeiras estão realizando financiamentos com regras mais flexíveis e taxas mais acessíveis e atraentes para o cliente. A Renovigi possui parceria com Santander, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Banco BV, Losango, SICOOB, SICREDI, Itaú, Bradesco e Banrisul.  Com esta facilidade e a popularização dos sistemas, a Aneel estima que, em 2024, haverá 1,2 milhão de sistemas fotovoltaicos instalados no Brasil.

“É uma verdadeira mudança de paradigma, pois com a energia solar o consumidor possui controle e liberdade na conta de energia elétrica. Além disso, pode reinjetar o excedente na rede e ainda contribui para o meio ambiente com a geração de energia limpa”, reforça Gustavo Muller Martins, CEO da Renovigi.

Mesmo durante a pandemia, a Renovigi praticamente dobrou o faturamento – o que demonstra que a facilidade de crédito está sendo usada cada vez mais pelos clientes.