Entenda tudo sobre o financiamento de energia solar

O financiamento de energia solar é uma ótima maneira de adquirir a tecnologia mais rapidamente – e já começar a economizar na conta de luz.

Porém, muitas pessoas acabam com dúvidas a respeito do assunto, já que se trata de um investimento que envolve taxas de juros, carências e outros detalhes. Afinal, será que é simples obter esse crédito?

Portanto, no artigo de hoje você vai entender os detalhes sobre como funciona um financiamento de energia solar. 

Vamos lá?

O que é um financiamento de energia solar?

Financiamento de energia solar nada mais é do que você obter um crédito de alguma instituição financeira para a instalação do sistema fotovoltaico. 

Mas por que não solicitar um empréstimo comum? 

Justamente porque o financiamento de energia solar foi feito para que você tenha melhores condições de pagamento e taxas de juros mais atraentes – afinal, estamos falando de um investimento que diz respeito à sustentabilidade e as instituições financeiras reservam linhas específicas para isso. 

Na prática, pessoas físicas e jurídicas (incluindo proprietários rurais) podem ter acesso a um financiamento de energia solar. 

Saiba mais: Em quanto tempo é possível ter o retorno do investimento no sistema fotovoltaico? 

Como são os juros de um financiamento de energia solar? 

Antes de solicitar um financiamento de energia solar, vamos explicar alguns detalhes.

De modo geral, a parte burocrática é a mesma em relação a outros tipos de financiamento – com a diferença que você precisa apresentar o projeto de instalação da energia solar, conforme explicaremos logo adiante aqui no post. 

No mais, você passa a ter as mesmas condições, como taxas de juros, carência (prazo para começar a pagar), documentação, análise de crédito etc. 

Mas vamos explicar rapidamente sobre as taxas de juros do financiamento de energia solar. Existem dois tipos de juros aplicados nessa linha de crédito:

  1. Juro pré-fixado: é quando a taxa de juros já é definida antes de você fechar contrato. Ou seja, você saberá exatamente os valores das parcelas, pois as taxas são fixas.
  2. Juro pós-fixado: é quando a taxa de juros varia de acordo com o índice de inflação do país – isto é, de acordo com a estabilidade econômica. Por isso, você pode pagar taxas de juros maiores ou menores, de acordo com o momento econômico. 

Vale ressaltar que as duas opções têm vantagens e desvantagens. A melhor para o seu caso dependerá de uma série de fatores, principalmente em relação ao seu perfil como investidor. 

Por exemplo, se você tem um perfil mais conservador, que prefere saber de antemão o quanto pagará até o final do financiamento, pode valer a pena o juro pré-fixado. 

Leia também: A importância de contratar uma empresa que tem autoridade no segmento solar

Qual banco financia o sistema de energia solar?

No final deste post, colocamos um link para um artigo específico sobre as principais linhas de financiamento de energia solar.

O BNDES – Banco Nacional do Desenvolvimento – por exemplo, é um dos que se destacam para o financiamento de energia solar a empresas e produtores rurais. 

A carência pode chegar a 2 anos e as taxas de juros também são atrativas, variando entre 11,86% a 12,35% ao ano (no caso do financiamento pelo FINAME). 

Mas vale lembrar que as taxas de juros são definidas de acordo com a movimentação financeira e o score do cliente. 

Por isso, mesmo com outras opções de financiamento em outras instituições financeiras, é interessante você também conversar com o gerente do seu banco. Se você já é cliente e faz movimentações financeiras, ele pode tentar obter taxas de juros ainda menores para você. 

Por onde começar a escolher um financiamento de energia solar?

O primeiro passo é você ter um orçamento de um projeto de energia solar para o imóvel que você deseja instalar, seja ele comerciais, rural, residencial ou industrial. Ou seja, antes de tudo, você precisa escolher a melhor empresa de energia solar para te atender. 

Depois do orçamento em mãos, é hora de começar a pesquisar quais instituições financeiras oferecem financiamento solar e quais são as condições de pagamento, taxa de juros etc. 

Ao entrar em contato com as instituições, tenha sempre em mãos os seus documentos e o orçamento do sistema fotovoltaico. Isso proporcionará que elas façam simulações das opções de financiamento. 

Com o financiamento aprovado, a quantia é depositada à vista em sua conta ou na conta da empresa que instalará o sistema. 

Aqui na Reevisa, nós podemos te ajudar em algumas dessas etapas de financiamento de energia solar. 

A nossa equipe está pronta para te orientar em relação ao orçamento, ao melhor projeto para seu caso e, ainda, encaminhá-lo à instituição financeira para a liberação do crédito. 

Entre em contato conosco para tirar todas as dúvidas

Ah, e também confira no próximo post as principais instituições financeiras para realizar o seu financiamento.  

1 comentário em “Entenda tudo sobre o financiamento de energia solar”

Os comentários estão encerrado.